quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Leituras do Dia 2014.12.17

"Temos essa grande multidão de testemunhas ao nosso redor. "


Pela fé eles (profetas e heróis do Antigo Testamento) lutaram contra nações inteiras e venceram. Fizeram o que era correto e receberam o que Deus lhes havia prometido. 
Fecharam a boca de leões, apagaram incêndios terríveis e escaparam de serem mortos à espada. Eram fracos, mas se tornaram fortes. 
Foram poderosos na guerra e venceram exércitos estrangeiros. 
Pela fé mulheres receberam de volta os seus mortos, que ressuscitaram.
Outros foram torturados até a morte; eles recusaram ser postos em liberdade a fim de ressuscitar para uma vida melhor. 
Alguns foram insultados e surrados; e outros, acorrentados e jogados na cadeia. 
Outros foram mortos a pedradas; outros, serrados pelo meio; e outros, mortos à espada. 
Andaram de um lado para outro vestidos de peles de ovelhas e de cabras; eram pobres, perseguidos e maltratados. Andaram como refugiados pelos desertos e montes, vivendo em cavernas e em buracos na terra. O mundo não era digno deles! 
Porque creram, todas essas pessoas foram aprovadas por Deus, mas não receberam o que ele havia prometido. Pois Deus tinha preparado um plano ainda melhor para nós, a fim de que, somente conosco, elas fossem aperfeiçoadas.
Assim nós temos essa grande multidão de testemunhas ao nosso redor. Portanto, deixemos de lado tudo o que nos atrapalha e o pecado que se agarra firmemente em nós e continuemos a correr, sem desanimar, a corrida marcada para nós. 
Conservemos os nossos olhos fixos em Jesus, pois é por meio dele que a nossa fé começa, e é ele quem a aperfeiçoa. Ele não deixou que a cruz fizesse com que ele desistisse. Pelo contrário, por causa da alegria que lhe foi prometida, ele não se importou com a humilhação de morrer na cruz e agora está sentado do lado direito do trono de Deus.
Epístola de São Paulo aos Hebreus 11:33-12:2

Jesus começou a ensinar os discípulos, dizendo:— O Filho do Homem terá de sofrer muito. Ele será rejeitado pelos líderes judeus, pelos chefes dos sacerdotes e pelos mestres da Lei. Será morto e, três dias depois, ressuscitará. Jesus dizia isso com toda a clareza. Então Pedro o levou para um lado e começou a repreendê-lo. Jesus virou-se, olhou para os discípulos e repreendeu Pedro, dizendo:— Saia da minha frente, Satanás! Você está pensando como um ser humano pensa e não como Deus pensa. Aí Jesus chamou a multidão e os discípulos e disse:— Se alguém quer ser meu seguidor, que esqueça os seus próprios interesses, esteja pronto para morrer como eu vou morrer e me acompanhe.
Evangelho Segundo São Marcos 8:31-34

MEDITAÇÃO

Caríssimos,

o Evangelho de hoje é de São Marcos, o qual foi discípulo de São Pedro. Por isso muitos consideram que este seja o Evangelho conforme pregado por São Pedro, ou ao menos inspirado por ele.  Isso torna a passagem ainda mais valiosa porque se for o caso, então é o testemunho do próprio Pedro que está registrado ali no trecho que fala dele mesmo. 

Lembremos que Pedro, como todos os Apóstolos, abandonaram Jesus no momento de Sua prisão. Jesus dizia ali quem quisesse segui-lo tinha que estar disposto a morrer com Ele, para ressuscitar com Ele. Nem Pedro e nem nenhum dos Apóstolos compreenderam essa verdade, pois, como disse Jesus, pensavam como homens e não como Deus. Por isso a Epístola de hoje cita os sofrimentos, torturas e até mortes que os profetas, patriarcas e heróis do Antigo Testamento passaram. São Paulo lembrava aos hebreus que os judeus que haviam morrido pela fé em Deus eram uma "nuvem de testemunhas" que os circundava. Ele dizia isso para que as pessoas pensassem o seguinte: se esses do Antigo Testamento que conheciam Cristo apenas como uma profecia que não havia se cumprido ainda, estavam dispostos a morrer por Ele, quanto mais nós que já conhecemos o Messias, não deveríamos ter a mesma coragem.

Muitos hoje pregam um "evangelho" no qual Deus é um gênio da lâmpada, atendendo nosos desejos e nos "abençoando" com carro, casa, família, saúde, prosperidade, enfim, bençãos materiais. Mas o que a leitura de hoje vem nos lembrar são aquelas últimas palavras de Cristo antes da Crucificação: "Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos." ( S.Jo. 15:13 ) Se somos amigos de Cristo, e se cumprirmos o mandamento de amar a Deus acima de todas as cosias, nós daremos nossa vida por Jesus Cristo, como Ele deu a dEle por nós. 

Que as bençãos de Nosso Senhor Jesus Cristo estejam com todos nós!

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Leituras do Dia 2014.12.16

Jesus cura o cego de Betsaída


Pois toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e é útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver. E isso para que o servo de Deus esteja completamente preparado e pronto para fazer todo tipo de boas ações.

Na presença de Deus e de Cristo Jesus, que julgará todos os seres humanos, tanto os que estiverem vivos como os que estiverem mortos, eu ordeno a você, com toda a firmeza, o seguinte: por causa da vinda de Cristo e do seu Reino, pregue a mensagem e insista em anunciá-la, seja no tempo certo ou não. Procure convencer, repreenda, anime e ensine com toda a paciência. Pois vai chegar o tempo em que as pessoas não vão dar atenção ao verdadeiro ensinamento, mas seguirão os seus próprios desejos. E arranjarão para si mesmas uma porção de mestres, que vão dizer a elas o que elas querem ouvir. Essas pessoas deixarão de ouvir a verdade para dar atenção às lendas. 
2a Epístola a Timóteo 3:16-4:4
Depois Jesus e os discípulos chegaram ao povoado de Betsaida. Algumas pessoas trouxeram um cego e pediram a Jesus que tocasse nele. Ele pegou o cego pela mão e o levou para fora do povoado. Então cuspiu, passou a saliva nos olhos do homem, pôs a mão sobre ele e perguntou:— Você está vendo alguma coisa? O homem olhou e disse:— Vejo pessoas; elas parecem árvores, mas estão andando. Jesus pôs outra vez as mãos sobre os olhos dele. Dessa vez o cego olhou firme e ficou curado; aí começou a ver tudo muito bem. Em seguida, Jesus mandou o homem para casa e ordenou:— Não volte para o povoado!
Evangelho Segundo São Marcos 8:21-26

MEDITAÇÃO

Caríssimos,

as mensagens da Epístola e do Evangelho de hoje são uma só. Na Epístola, o Apóstolo nos chama a anunciar a boa nova todo o tempo, porque logo a verdade seria cercada de mentiras e é nosso dever ficarmos ao lado dela, como a Mãe de Jesus, Maria Madalena e o Apóstolo João ao pé da cruz. 

Ao fazermos isso, estaremos repetindo o milagre de Jesus de dar visão ao cego, pois aqueles que não conhece o Evangelho de Jesus Cristo são como cegos no mundo. Reparem que a cura deste cego tem elementos diferentes de outras curas de Jesus. Primeiramente, Cristo retira o cego para fora do povoado de Betsaida. Se lembrarmos bem, Betsaida é um das cidades que Cristo menciona em S. Mateus 11:21 "Ai de ti, Corazim! ai de ti, Betsaida! porque, se em Tiro e em Sidom fossem feitos os prodígios que em vós se fizeram, há muito que se teriam arrependido, com saco e com cinza."

As pessoas eram extremamente incrédulas nessas cidades e nem mesmo milagres as faziam crer. Por isso Cristo retira o cego daquele meio. A pessoa que busca o Evangelho e que deseja ser curada do pecado muitas vezes está cercada de pessoas que são más-companhias e que atrapalham a conquista da fé por parte dessa pessoa. Por isso temos que se possível ajudá-las a se afastar do meio nocivo em que estão. 
Em seguida, diferente de outras curas, nesta primeiro a pessoa vê tudo borrado e apenas depois vê com clareza. Também é assim para a pessoa que está dando os primeiros passos na fé e devemos respeitar o ritmo de cada um. 

Enfim curado, Jesus diz que ele volte para casa, mas não para as más-companhias, representada pelo povoado descrente de Betsaida, pois mesmo tendo recuperado sua visão, ele poderia recair nos pecados de antes. De fato, às vezes queremos lutar contra as tentações mantendo-nos expostos a elas e "resistindo bravamente". Isso é uma receita para a derrota. Devemos evitá-las, até fisicamente se necessário.

Finalmente, olhemos o evento como um todo: Jesus vai até o povoado, pega o cego pela mão, carinhosamente o instrui enquanto cura-o aos poucos e sua fé se fortalece e lhe dá recomendações de como não cair de novo no erro. Nem todos nós temos um momento "Paulo" em que de uma hora para outra nossa vida espiritual muda completamente com uma visão de Jesus. Na verdade a maioria de nós é como o cego de Betsaida, passando por um processo mais gradual de crescimento e fortalecimento na fé, processo esse, todo guiado por Nosso Senhor Jesus Cristo e perante o qual nos cabe apenas sermos obedientes ao Médico Divino que está tratando de nós e em Quem podemos e devemos depositar toda nossa fé.

Que as bençãos de Nosso Senhor Jesus Cristo estejam com todos nós!

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Leituras do Dia 2014.12.15

Jesus cura no Sábado


Sabemos que a lei de Deus é boa, se for usada como se deve. Devemos lembrar, é claro, que as leis são feitas não para as pessoas corretas, mas para os marginais e os criminosos, os ateus e os que praticam o mal e para os que não respeitam a Deus nem a religião. São feitas também para os que matam os seus pais e para outros assassinos. E para os imorais, os homossexuais, os sequestradores, os mentirosos, os que dão falso testemunho e para os que fazem qualquer outra coisa que é contra o verdadeiro ensinamento. Esse ensinamento se encontra no evangelho que Deus me encarregou de anunciar, isto é, na boa notícia que vem do Deus bendito e glorioso.

Agradeço a Cristo Jesus, o nosso Senhor, que me tem dado forças para cumprir a minha missão. Eu lhe agradeço porque ele achou que eu era merecedor e porque me escolheu para servi-lo. Ele fez isso apesar de eu ter dito blasfêmias contra ele no passado e de o ter perseguido e insultado. Mas Deus teve misericórdia de mim, pois eu não tinha fé e por isso não sabia o que estava fazendo. E o nosso Senhor derramou a sua imensa graça sobre mim e me deu a fé e o amor que temos por estarmos unidos com Cristo Jesus. 

O ensinamento verdadeiro e que deve ser crido e aceito de todo o coração é este: Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o pior. 

Mas foi por esse mesmo motivo que Deus teve misericórdia de mim, para que Cristo Jesus pudesse mostrar toda a sua paciência comigo. E isso ficará como exemplo para todos os que, no futuro, vão crer nele e receber a vida eterna. Ao Rei eterno, imortal e invisível, o único Deus — a ele sejam dadas a honra e a glória, para todo o sempre! Amém! 

Timóteo, meu filho, eu entrego essa ordem a você. Ela está de acordo com as palavras da profecia, ditas há muito tempo a respeito de você. Que essas palavras sejam as suas armas para que você possa combater bem! 
I Timóteo 1:8-18

Num sábado, Jesus e os seus discípulos estavam atravessando uma plantação de trigo. Enquanto caminhavam, os discípulos iam colhendo espigas. Então alguns fariseus perguntaram a Jesus:— Por que é que os seus discípulos estão fazendo uma coisa que a nossa Lei proíbe fazer no sábado? Jesus respondeu:— Vocês não leram o que Davi fez, quando ele e os seus companheiros não tinham comida e ficaram com fome? Ele entrou na casa de Deus, na época do Grande Sacerdote Abiatar, comeu os pães oferecidos a Deus e os deu também aos seus companheiros. No entanto, é contra a nossa Lei alguém comer desses pães; somente os sacerdotes têm o direito de fazer isso. E Jesus terminou:— O sábado foi feito para servir as pessoas, e não as pessoas para servirem o sábado. Portanto, o Filho do Homem tem autoridade até mesmo sobre o sábado.

Jesus foi outra vez à sinagoga. Estava ali um homem que tinha uma das mãos aleijada. Estavam também na sinagoga algumas pessoas que queriam acusar Jesus de desobedecer à Lei; por isso ficaram espiando Jesus com atenção para ver se ele ia curar o homem no sábado. Ele disse para o homem:— Venha cá! E perguntou aos outros:— O que é que a nossa Lei diz sobre o sábado? O que é permitido fazer nesse dia: o bem ou o mal? Salvar alguém da morte ou deixar morrer?Ninguém respondeu nada. Então Jesus olhou zangado e triste para eles porque não queriam entender. E disse para o homem:— Estenda a mão!O homem estendeu a mão, e ela sarou.
Evangelho Segundo São Marcos 2:23-3:5
MEDITAÇÂO

Caríssimos,

nas duas leituras de hoje há um mesmo tema: o rigor da lei é para os perversos, mas para os salvos há a graça, mas também fala da humildade.

Reparem que São Paulo enumera diversos pecados apenas para concluir que o resumo da palavra que ele anuncia é que Jesus Cristo veio salvar os pecadores (que ele enunciou antes) dos quais ele mesmo, Paulo, é o pior. O cristão pode condenar o pecado sempre, mas nunca as pessoas que os cometem porque cada um de nós é pecador também, e na verdade, como São Paulo ensina, deveríamos nos ver como o pior dos pecadores, absolutamente dependentes da misericórdia de Jesus Cristo.

Essa misericórdia nós vemos no Evangelho, onde Cristo cura um homem em pleno sábado, dia em quer proibido executar certos tipos de trabalho, e lembra os fariseus de que o próprio rei Davi, passando fome, tinha quebrado o ritual do templo para se alimentar do pão reservado aos sacerdotes. Com isso, Jesus Cristo nos lembra que os ritos da Igreja, e mesmo os ritos da sociedade, existem para servir os homens e nunca o contrário. Processos, procedimentos, regulamentos existem para melhorar nossa vida, mas não devemos fazer deles um fim em si mesmos. Estão a serviço do homem, como o homem deve estar a serviço de Deus.

Que as bençãos de Nosso Senhor Jesus Cristo estejam com todos nós!

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Leituras do Dia 2014.12.12

Jesus, o Bom Pastor


Antigamente vocês mesmos viviam na escuridão; mas, agora que pertencem ao Senhor, vocês estão na luz. Por isso vivam como pessoas que pertencem à luz, pois a luz produz uma grande colheita de todo tipo de bondade, honestidade e verdade. Procurem descobrir quais são as coisas que agradam o Senhor. Não participem das coisas sem valor que os outros fazem, coisas que pertencem à escuridão. Pelo contrário, tragam todas essas coisas para a luz. Pois é vergonhoso até falar sobre o que essas pessoas fazem em segredo. E, quando qualquer coisa é trazida para a luz, então a sua verdadeira natureza é revelada. Porque o que é claramente revelado se torna luz. E é por isso que se diz:

“Você que está dormindo, acorde!
Levante-se da morte,
e Cristo o iluminará.”

Portanto, prestem atenção na sua maneira de viver. Não vivam como os ignorantes, mas como os sábios. Os dias em que vivemos são maus; por isso aproveitem bem todas as oportunidades que vocês têm. Não ajam como pessoas sem juízo, mas procurem entender o que o Senhor quer que vocês façam. Não se embriaguem, pois a bebida levará vocês à desgraça; mas encham-se do Espírito de Deus. Animem uns aos outros com salmos, hinos e canções espirituais. Cantem, de todo o coração, hinos e salmos ao Senhor. 
Epístola aos Efésios 5:8-19

Eu sou a porta. Quem entrar por mim será salvo; poderá entrar e sair e achará comida.
O ladrão só vem para roubar, matar e destruir; mas eu vim para que as ovelhas tenham vida, a vida completa. Eu sou o bom pastor; o bom pastor dá a vida pelas ovelhas. Um empregado trabalha somente por dinheiro; ele não é pastor, e as ovelhas não são dele. Por isso, quando vê um lobo chegando, ele abandona as ovelhas e foge. Então o lobo ataca e espalha as ovelhas. O empregado foge porque trabalha somente por dinheiro e não se importa com as ovelhas. Eu sou o bom pastor. Assim como o Pai me conhece, e eu conheço o Pai, assim também conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem. E estou pronto para morrer por elas.
Tenho outras ovelhas que não estão neste curral. Eu preciso trazer essas também, e elas ouvirão a minha voz. Então elas se tornarão um só rebanho com um só pastor.
Evangelho de São João 10:9-16

MEDITAÇÃO

Caríssimos,
nas leituras de hoje, o Espírito Santo nos chama a atenção para nosso próprio coração. Ele nos convoca a mudarmos nossos hábitos e valores, que como cristãos, já não podem ser iguais aos do mundo. Vivemos em uma época que acha que a diversão e a "felicidade" são os maiores valores que existem. Para pagar nossa diversão e nossa "felicidade" cometemos os piores males. Devemos nos lembrar do mandamento "Amar a Deus acima de todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo" e com isso encontraremos a moderação. Reparem que o Apóstolo não diz para não bebermos, mas diz para não nos embriagarmos. Não diz para não cantarmos, mas para cantarmos músicas de louvor. Músicas, imagens, roupas, filmes, livros, revistas e até o ambiente e pessoas que frequentamos influenciam nossos corações e almas. Assim como o alimento material pode nutrir ou envenenar o corpo, o alimento cultural pode nutrir ou envenenar alma.

Mas quem quer que tenha tentado realizar um programa de auto-aperfeiçoamento, mesmo esse descrito por Paulo, logo descobre que, mesmo com nossos melhores e mais intensos esforços, nós fracassamos e acabamos repetindo erros e caindo em pecados que pensávamos já ter superado. Assim é porque queremos nós mesmos curar a nós mesmos, queremos ser senhores de nós, estarmos no controle. E não temos forças para, muitas vezes, sequer dizer não para a preguiça de levantar da cama, quanto mais para resistir às complexas e sutis tentações de ordem ética e moral que o demônio coloca em nosso caminho na vida familiar, social ou no trabalho. É aí que entra o Evangelho do dia. Sozinhos não conseguimos ultrapassar esse muro de pecado e fraqueza, não importa quantas cabeçadas dermos. Mas Jesus Cristo é a porta. Ele pode nos fazer superar esse obstáculo.  As ovelhas são indefesas diante dos lobos e dos ladrões, mas o pastor pode protegê-las. E Jesus é um pastor tão bom que não se limita a cuidar das ovelhas que já estão com Ele, mas chama as desgarradas também. Sigamos com Jesus Cristo, Nosso Deus e Pastor, e toda escuridão ficará para trás.

Que as bençãos de Nosso Senhor Jesus Cristo estejam com todos nós!

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Leituras do Dia 2014.12.11

As pessoas condenaram Deus à morte; com sua Ressurreição, Ele os condenou à imortalidade. Tendo sido agredido, Deus retribuiu com abraços, tendo recebido insultos, deu bençãos, em troca da morte, nos deus a imortalidade.S. Justino Popovich



Aos que têm riquezas neste mundo ordene que não sejam orgulhosos e que não ponham a sua esperança nessas riquezas, pois elas não dão segurança nenhuma. Que eles ponham a sua esperança em Deus, que nos dá todas as coisas em grande quantidade, para o nosso prazer! Mande que façam o bem, que sejam ricos em boas ações, que sejam generosos e estejam prontos para repartir com os outros aquilo que eles têm. Desse modo eles juntarão para si mesmos um tesouro que será uma base firme para o futuro. E assim conseguirão receber a vida, a verdadeira vida. 
Timóteo, guarde bem aquilo que foi entregue aos seus cuidados. Evite os falatórios que ofendem a Deus e as discussões tolas a respeito daquilo que alguns, de modo errado, chamam de “conhecimento”. Algumas pessoas, afirmando que tinham esse “conhecimento”, se desviaram do caminho da fé.
I Timóteo 6:17-21

Quando essas coisas começarem a acontecer, fiquem firmes e de cabeça erguida, pois logo vocês serão salvos.
Em seguida Jesus fez esta comparação:— Vejam o exemplo da figueira ou de qualquer outra árvore. Quando vocês veem que as suas folhas começam a brotar, vocês já sabem que está chegando o verão. Assim também, quando virem acontecer aquelas coisas, fiquem sabendo que o Reino de Deus está para chegar. Eu afirmo a vocês que isto é verdade: essas coisas vão acontecer antes de morrerem todos os que agora estão vivos. O céu e a terra desaparecerão, mas as minhas palavras ficarão para sempre.
Evangelho Segundo São Lucas 21:28-33


MEDITAÇÃO

Caríssimos,

no Evangelho de hoje, Jesus acabara de profetizar sobre a queda de Jerusalém, a qual ocorreu no ano 70 D.C., cerca de 40 anos após a ressurreição.  Durante o ataque dos romanos à cidade o próprio Templo foi destruído e milhares foram mortos. 

O Evangelho está em harmonia com a Epístola, nos lembrando de como as coisas são frágeis e passageiras. Os indivíduos vêem nas suas riquezas um tipo de segurança, assim como as nações vêem nas suas instituições uma forma de proteção e ambos pensam que tais coisas têm o poder de garantir um futuro e até mesmo uma identidade. Mas tudo isso é frágil e se esvai com mais rapidez do que imaginamos. Hoje temos, amanhã não. Enquanto temos bençãos, seja na forma em que forem, Deus nos chama a compartilhá-las com nossos próximos. 

De fato, toda obra do homem, e o próprio universo, terão um fim um dia. Mas a palavra de Cristo sobreviverá ao próprio fim do universo, pois Ele veio para nos salvar do fim. Ele é a ponte deste mundo caído para um mundo novo cuja recriação se inicia na Igreja e no coração de cada cristão. E também nós, em Cristo e com Cristo, sobreviveremos ao fim deste universo, pois somos seres "condenados" à imortalidade. O universo passará, mas nós não, e por isso mesmo as 7 ou 8 décadas que passamos neste mundo são apenas um prólogo da verdadeira vida sem fim que Jesus Cristo reserveu para nós. É neste mundo e neste curto espaço de tempo, que temos a oportunidade de escolhermos como iremos viver pela eternidade: amando a Jesus Cristo Nosso Deus, nosso próximo, a Verdade, o Belo, o Justo e o Bom, ou com medos, com ódios, com vícios e paixões, afastados da verdadeira vida. Usemos nosso tempo aqui com sabedoria, deixando de lado rancores, mágoas, ódios e mergulhando no grande amor de Cristo.

Que as bençãos de Nosso Senhor Jesus Cristo estejam com todos nós!

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Leituras do Dia 2014.12.10

Precisamos Discernir o Certo do Errado



Não tenha pressa de colocar as mãos sobre alguém para dedicá-lo ao serviço do Senhor. Não tome parte nos pecados dos outros. Conserve-se puro. Já que muitas vezes você tem ficado doente do estômago, não beba somente água, mas beba também um pouco de vinho. Os pecados de algumas pessoas podem ser vistos claramente, antes mesmo de elas serem julgadas. Mas os pecados de outras pessoas só são vistos depois. Assim também as boas ações são vistas claramente e mesmo aquelas que são difíceis de ver não poderão ficar escondidas para sempre.
Aqueles que são escravos devem tratar o seu dono com todo o respeito, para que ninguém fale mal do nome de Deus e dos nossos ensinamentos. E os escravos que têm dono cristão não devem perder o respeito por ele por ser seu irmão na fé. Pelo contrário, devem trabalhar para ele melhor ainda, pois o dono, que recebe os seus serviços, é cristão e irmão amado.
Ensine e recomende estas coisas: Se alguém ensina alguma doutrina diferente e não concorda com as verdadeiras palavras do nosso Senhor Jesus Cristo e com os ensinamentos da nossa religião, essa pessoa está cheia de orgulho e não sabe nada. Discutir e brigar a respeito de palavras é como uma doença nessas pessoas. E daí vêm invejas, brigas, insultos, desconfianças maldosas e discussões sem fim, como costumam fazer as pessoas que perderam o juízo e não têm mais a verdade.
Essa gente pensa que a religião é um meio de enriquecer. É claro que a religião é uma fonte de muita riqueza, mas só para a pessoa que se contenta com o que tem. O que foi que trouxemos para o mundo? Nada! E o que é que vamos levar do mundo? Nada! Portanto, se temos comida e roupas, fiquemos contentes com isso. Porém os que querem ficar ricos caem em pecado, ao serem tentados, e ficam presos na armadilha de muitos desejos tolos, que fazem mal e levam as pessoas a se afundarem na desgraça e na destruição. Pois o amor ao dinheiro é uma fonte de todos os tipos de males. E algumas pessoas, por quererem tanto ter dinheiro, se desviaram da fé e encheram a sua vida de sofrimentos.
Mas você, homem de Deus, fuja de tudo isso. Viva uma vida correta, de dedicação a Deus, de fé, de amor, de perseverança e de respeito pelos outros. 
I Epístola a Timóteo 5:22-6:11

Algumas pessoas estavam falando de como o Templo era enfeitado com bonitas pedras e com as coisas que tinham sido dadas como ofertas. Então Jesus disse: — Chegará o dia em que tudo isso que vocês estão vendo será destruído. E não ficará uma pedra em cima da outra. Aí eles perguntaram:— Mestre, quando será isso? Que sinal haverá para mostrar quando é que isso vai acontecer? Jesus respondeu:— Tomem cuidado para que ninguém engane vocês. Porque muitos vão aparecer fingindo ser eu, dizendo: “Eu sou o Messias” ou “Já chegou o tempo”. Porém não sigam essa gente. 
E continuou:— Uma nação vai guerrear contra outra, e um país atacará outro. Em vários lugares haverá grandes tremores de terra, falta de alimentos e epidemias. Acontecerão coisas terríveis, e grandes sinais serão vistos no céu. 
Jesus disse ainda:— Quando vocês virem a cidade de Jerusalém cercada por exércitos, fiquem sabendo que logo ela será destruída. Então, os que estiverem na região da Judeia, que fujam para os montes. Quem estiver na cidade, que saia logo. E quem estiver no campo, que não entre na cidade. Porque aqueles dias serão os “Dias do Castigo”, e neles acontecerá tudo o que as Escrituras Sagradas dizem. Ai das mulheres grávidas e das mães que ainda estiverem amamentando naqueles dias! Porque virá sobre a terra uma grande aflição, e cairá sobre esta gente um terrível castigo de Deus. Muitos serão mortos à espada, e outros serão levados como prisioneiros para todos os países do mundo. E os não judeus conquistarão Jerusalém, até que termine o tempo de eles fazerem isso. 
Evangelho Segundo São Lucas 21:5-8, 10-11, 20-24

MEDITAÇÃO

Caríssimos,

o tema das leituras de hoje é o discernimento. O discernimento para os que já estão no ministério sacerdotal não se apressarem a escolher qualquer um para o altar, o discernimento no trato com o próprio corpo, o discernimento nas relações sociais em não deixar questões sociais se tornarem fonte de ódio ou rancor, o discernimento em não aceitar doutrinas falsas, o discernimento entre a verdadeira religião e as igrejas caça-níqueis - que vemos que não são um problema de nosso país e época, pois já davam trabalho na época dos Apóstolos.

A vacina contra todas essas confusões é como Paulo aconselha: se afaste disso tudo, viva corretamente, dedicando-se a Deus com fé, amor, perseverança e respeito pelas pessoas.


Finalmente, no Evangelho, somos chamados ao discernimento dos sinais tempos, ao discernimento do verdadeiro e único Messias, para que não nos deixemos levar por falsos profetas nem pelo desespero diante dos males do mundo. Em tudo, guardemos a fé, o amor e a esperança.

Que as bençãos de Nosso Senhor Jesus Cristo estejam com todos nós!

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Leituras do Dia 2014.12.09

Patriarca Abraão

 Vocês que querem estar debaixo da lei, me digam uma coisa: vocês não estão ouvindo o que a Lei diz? Ela diz que Abraão teve dois filhos: um, de uma escrava, Agar; e outro, de uma mulher livre, Sara. O filho da escrava foi gerado como todas as crianças são geradas, mas o filho da mulher livre foi gerado por causa da promessa de Deus. Isto serve como um símbolo: as duas mulheres representam as duas alianças. Uma aliança é a do monte Sinai e está representada por Agar. Os que são dessa aliança nascem escravos. Pois Agar representa o monte Sinai, na Arábia, e Agar é o símbolo da Jerusalém atual, que é escrava com todo o seu povo. Mas a Jerusalém celestial é livre e ela é a nossa mãe. Pois as Escrituras Sagradas dizem: “Você, mulher que nunca teve filhos, fique alegre! Você que nunca sentiu dores de parto, grite de alegria! Pois a mulher abandonada terá mais filhos do que a que mora com o marido.”
Epístola aos Gálatas 4:21-27

Jesus continuou:— Ninguém acende uma lamparina e depois a coloca debaixo de um cesto ou de uma cama. Pelo contrário, a lamparina é colocada no lugar próprio para que todos os que entram vejam a luz. Pois tudo o que está escondido será descoberto, e tudo o que está em segredo será conhecido e revelado. Portanto, tomem cuidado e vejam como vocês ouvem. Porque quem tem receberá mais; mas quem não tem, até o que pensa que tem será tirado dele.
A mãe e os irmãos de Jesus vieram até o lugar onde ele estava, mas, por causa da multidão, não conseguiam chegar perto dele. Então alguém disse a Jesus:— A sua mãe e os seus irmãos estão lá fora e querem falar com o senhor. Mas Jesus disse a todos:— Minha mãe e meus irmãos são aqueles que ouvem a mensagem de Deus e a praticam.
Evangelho de São Lucas 8:16:21

MEDITAÇÃO

Caríssimos,
na leitura de hoje o ensino central está na passagem " Portanto, tomem cuidado e vejam como vocês ouvem. Porque quem tem receberá mais; mas quem não tem, até o que pensa que tem será tirado dele."

Na Epístola, o Apóstolo lembra o caso de Agar e Sara. Pelos costumes da época e da região, os filhos da escrava de Sara, Agar, pertenciam a Sara. Por isso, Saria havia pedido que Abraão tivesse filhos com Agar para assim, indiretamente, dar a ele os filhos que ela mesma nunca gerara. Foi um ato de falta de fé da parte de Abraão e Sara, pois já ambos na terceira idade, Sara tendo sido estéril toda vida, achavam que podiam controlar a promessa de Deus de que Abraão ainda teria filhos. O plano de Deus, porém, era que Abraão e Sara teriam o filho, sendo o pecado cometido por eles completamente desnecessário. 

De toda forma, pela entendimento da cultura da época, Agar, que tivera filhos com Abraão, era "mais mulher" e "mais abençoada" que Sara. Para a cultura da época, em Agar havia fertilidade e vida, em Sara esterilidade e velhice. Com certeza, para a sociedade em geral na época, Agar, como mãe do primogênito do líder da tribo, estava no topo do status social. Mas não era essa toda a história, pois em Sara havia algo maior que juventude e fertilidade: havia a promessa de Deus.

Deus então faz com que Isaac seja gerado de Sara, mesmo com uma vida de esterelidade, mesmo na velhice. Após tal evento, Ele ordena que Agar e seu filho partam, dando também sua promessa que iria prover por eles. Mas eles não faziam parte do plano de Deus para o grande processo de salvação que se iniciava ali. De nada adiantou Abraão, Sara e Agar tentarem forçar a mão de Deus. Agar que tinha muito porque tinha o primogênito de Abraão, o líder da tribo, perdeu tudo. E Sara, que não tinha nada, ganhou tudo. 

No Evangelho, Cristo ordena que coloquemos a lamparina, ou seja, a luz do Evangelho, no mais alto ponto, anunciando-a a todos. Como Sara, talvez não tenhamos nada - dinheiro, estudo, carisma, talentos - mas temos a promessa e ela é poderosa, pois é a promessa de Deus Onipotente e Sempre Fiel. Temos que ser fiéis ao que Cristo ordena, sem tentar forçar Sua mãe, deixando que *Ele* esteja no volante e sem tentar controlar as coisas, para que não sejamos tratados como Agar e mesmo tendo tudo, cheguemos a perder tudo também. O próprio Abraão teve que ser duramente testado posteriormente. Ele que colocara seu desejo de ter filhos acima do amor a Deus, recebeu de Deus a ordem de que sacrificasse seu filho para que crescesse em si o primeiro mandamento: amar a Deus *acima de todas as coisas*. Como Deus é bom, naturalmente não queria o sangue de Isaac, apenas o arrependimento de Abraão.

Se nem os parentes de sangue de Cristo são considerados parentes se não forem fiéis, se não se arrependem, quanto mais nós. Perseveremos na fé e transformemos cada segundo num testemunho sagrado de que somos verdadeiros e dignos discípulos de Cristo.

Que as bençãos de Nosso Senhor Jesus Cristo estejam com todos nós!